Antevendo sua aposentadoria antecipada – 8 pontos de reflexão

Você está pensando nas mudanças que ocorrerá em sua vida quando alcançar a aposentadoria antecipada através da independência financeira?
O que considerar, tendo como pano de fundo esses meses de pandemia?

A pandemia e o famigerado “fica em casa” têm mostrado para muitas pessoas alguns aspectos de como seria a vida após a independência financeira. Para alguns, mais tempo em casa, maior convívio com a família. Para outros, a perda de conexões sociais. Para os menos afortunados, a tentativa de pagar suas despesas com uma renda menor.

Michael Drake, autor do livro “Retirement Heaven or Hell: 9 Principles for Designing Your Ideal Post-Career Lifestyle” listou recentemente no site Humble Dollar os principais pontos que as pessoas interessadas em alcançar a FIRE poderiam aprender com a fase pandêmica e aplicá-los no planejamento de sua própria aposentadoria antecipada.

O que considerar em sua aposentadoria antecipada e independência financeira?

O que considerar para sua aposentadoria antecipada?

A intenção desse texto é listar esses pontos e acrescentar breves comentários sobre sua real importância, associando com a minha própria aposentadoria, que, no mês passado, completou 11 anos. Vamos nessa?

1) O choque da aposentadoria antecipada

Drake entende esse “choque” como a situação de se ficar preso fisicamente a um determinado lugar nessa situação de isolamento social. Segundo ele, as pessoas ficaram deprimidas e criaram hábitos negativos para suprir sua ansiedade e tédio.

Na verdade, achei fraco esse comentário. Esse tipo de sentimento ocorrerá apenas se você planeja para sua aposentadoria ficar de pijama e não sair de casa para quase nada. Que vida deprimente, não?

A verdadeira aposentadoria antecipada lhe dá liberdade para todas as coisas que você não teve tempo de fazer em virtude de seu trabalho, e isso não deveria ser apenas o “direito” de não fazer nada. Não me darei nem ao trabalho de listar tudo que você pode usufruir pelo mundo afora: é algo óbvio.

Em meu caso, em nenhum momento consegui ver uma associação entre a pandemia com minha vida “aposentada”. Fiz outra faculdade, viajei o mundo, trabalhei em voluntariados, corri e pedalei muito… enfim… tudo fora de casa. Claro isso não impede de também procurar aproveitar bons momentos dentro de casa se necessário, como estou atualmente com meu filho de 4 meses.

2) O gerenciamento do tempo

O segundo item apontado pelo autor já é mais interessante. Ele reflete como muitas pessoas podem perder a referência do tempo e de sua utilização quando não possuem um trabalho. Sem um plano para preencher seu tempo na aposentadoria antecipada, a melancolia pode surgir quando essa condição for alcançada.

Essa era uma das minhas maiores preocupações antes de minha declaração pessoal da independência financeira. Antes de decretá-la, já havia decidido que queria voltar à universidade, prestando previamente o vestibular. Talvez hoje eu fizesse diferente, mas eu realmente me preocupava em “ter o que fazer” durante esse novo período de minha vida.

Antevendo sua aposentadoria antecipada - 8 pontos de reflexão 1

Não que a universidade tenha sido ruim: aprendi muita coisa nesse período. Mas me arrependi um pouco na escolha do curso (educação física), pois “aproveitei” apenas uma pequena fração das aulas que precisava estar presente. Talvez o maior aprendizado tenha sido fora da sala de aula, com a possibilidade de realizar voluntariados com os quais aprendi muito.

Assim, acredito que é muito importante o planejamento de seu tempo na aposentadoria antecipada. Ele vai estar lá, a sua disposição, e, se você não fizer um bom uso dele, a monotonia pode fazer com que você se arrependa de ter saído de sua carreira no mercado de trabalho.

3) A importância dos relacionamentos sociais

A pandemia nos mostrou o quanto é importante o relacionamento social em “carne e osso”. Como nós, humanos, somos seres eminentemente gregários e como o contato com o próximo nos faz falta. O isolamento nos mostrou o verdadeiro valor desses relacionamentos.

Seu plano de aposentadoria deve possuir esse cuidado. Afinal, você perderá a maioria de sua rede de contatos corporativos. E, convenhamos, para quem está no mercado de trabalho, ela compõe provavelmente o maior número de pessoas com quem você convive. A intenção é que você mantenha os relacionamentos mais profundos e não deixe de criar alternativas.

Aqui preciso ser sincero com quem pretende largar o emprego algum dia: esteja ciente de que sua network vai diminuir. Por mais que mantenhamos contatos online e, eventualmente, alguns presenciais, nunca será a mesma coisa. Afinal, em um emprego estamos sempre sendo apresentados a novas pessoas que se relacionam com nossa empresa. Isso vai acabar.

Provavelmente esse item é o de maior atenção para as pessoas que valorizam muito o número de contatos, mesmo que sejam apenas superficiais. Acredito que, para esse item não ser um fator desmotivador em sua aposentadoria antecipada, você precisa repensar a ideia de dar muito mais valor à qualidade do que à quantidade.

4) Vida familiar

Nesse ponto, Drake foi um pouco vago em sua ideia, mas acredito que entendi sua posição.

Você é solteiro(a)? Se for e acredita que continuará nesse estado até a declaração de sua independência financeira, melhor. Mas, caso contrário, os termos de sua aposentadoria precisam ser muito bem comunicados à pessoa que está ao seu lado. Vocês buscam a FIRE juntos? Ou a declaração de um de vocês virá em um momento diferente?

É imprescindível deixar bem claro como uma aposentadoria antecipada unilateral no relacionamento funcionaria. Como ficarão as despesas? E as tarefas de casa? A pessoa que se aposentou fará mais do que fazia antes? O quanto mais? Haverá “dores de cotovelo” após o processo? O quanto isso prejudicará o relacionamento?

No meu caso, eu já conheci minha esposa quando eu estava independente financeiramente já há mais de 3 anos. Assim, ela já me conheceu nessa condição, minha forma de abordar a vida, meus planos e os aceitou bem. Se esse não é seu caso, acredito que há muito a conversar, concorda?

5) Saúde

Pensar sua saúde na aposentadoria antecipada talvez traga grandes benefícios no futuro. Principalmente porque ela pode ser uma das maiores beneficiadas pelo maior tempo livre que será disponibilizado.

Com exceção dos casos em que a atividade física já esteja presente na sua rotina diária corporativa, você possui a possibilidade de cuidar da saúde muito mais intensamente em sua aposentadoria antecipada, uma vez que você possui tempo. E ele será fundamental para a mudança em seu estilo de vida, como criar uma rotina de exercícios e melhorar a alimentação.

Quando você se percebe livre da corrida dos ratos, perceberá que a saúde é fundamental para que seja possível realizar todos os sonhos que planeja para seu futuro. E passará a cuidar (ou deveria) mais desse bem tão importante e precioso em sua vida.

Afinal, o importante na aposentadoria antecipada é viver melhor as décadas em que você desfrutará plenamente de sua liberdade. Os anos que se somam à nossa vida não podem ser um peso, e sim oportunidades de desfrute. E para isso ser possível, gozar de boa saúde em seus anos mais maduros, é essencial.

6) Qual o propósito de sua aposentadoria antecipada?

O autor comenta que, na nova fase de sua vida, aparecerá um “buraco” que você precisará preencher com algo significativo. Concordo completamente com ele.

Fazendo uma ligação com o item 3, comentei que o bom gerenciamento de seu tempo livre é essencial para que seja possível trazer algum significado em sua aposentadoria. Você não se sente minimamente útil enquanto está vendendo seu tempo para seu patrão ou para seu cliente? Pois bem: quando dar adeus a essa vida, você não pode perder esse senso de utilidade, sob o risco de considerar sua nova vida insignificante.

Esse ponto é central em algumas discussões sobre o significado do termo FIRE no Brasil. Existem pessoas que ainda torcem o nariz para ele. Na minha opinião, isso ocorre porque elas ainda não encontraram uma atividade que lhes faça possuir uma vida significativa fora do mainstream corporativo.

Antevendo sua aposentadoria antecipada - 8 pontos de reflexão 2

Nesses onze anos de independência financeira, passei por várias fases. Na universidade, vi no voluntariado uma atividade extremamente gratificante, que mantive, em vários locais e com diferentes públicos, até pouco tempo atrás.

Através do blog, que iniciou em virtude de uma viagem (lenta), vi a possibilidade de ajudar milhares de pessoas com os conceitos de independência financeira, aposentadoria antecipada e criação de carteiras de investimentos. Ele gerou também muitas consultas de amigos próximos, trazendo satisfação nesse compartilhamento de conhecimentos.

Agora, em meio à pandemia, estou investindo na criação de meu filho, onde a ética, o conhecimento e o equilíbrio que pretendo lhe transmitir manterá, de alguma forma, um pouco de minha pessoa no planeta quando eu me for.

Qual será o seu propósito? Não importa qual, mas tenha algum. Uma sugestão: tenha ao menos uma atividade em que você seja útil a alguém (ou a algum grupo) em específico. Acredite na mudança que você pode fazer no mundo.

7) Seu planejamento é consistente?

Como será um mundo pós-pandêmico? Quais novos empregos surgirão e quais serão colocados no cemitério das oportunidades perdidas? Onde você está nesse jogo? Há riscos?

Talvez seja um ponto interessante a se pensar. Não apenas pelo fato da pandemia, mas sim porque o mundo está em constante renovação, principalmente pelas novas tecnologias e mudanças de hábitos.

Checar constantemente se seu planejamento até a declaração da aposentadoria antecipada possui bases sólidas e que você possui alternativas em caso de acidentes de percurso é fundamental para que não haja frustações durante essa caminhada.

Como sugestão, seja conservador. Mas também não em demasia, que o fará trabalhar excessivamente em seu emprego atual sem necessidade. Melhor: seja equilibrado!

8) Dinheiro e felicidade

Por fim, o autor sugere que durante esse último ano, tanto as pessoas com muito ou pouco dinheiro possuem muito a repensar.

As que perderam seus empregos tiveram que viver com uma renda limitada. Isso pode não ser de todo ruim, pois é nas dificuldades que analisamos os pontos fracos, tornando-nos mais fortes no final. Muitas pessoas podem, talvez, ter descoberto algumas pérolas do minimalismo, o que fará sua vida futura muito melhor.

Outras podem ter mantido sua renda normal, mas ficaram impedidas de usar seu dinheiro através de viagens, bares e restaurantes, gerando alguma frustação e problemas familiares.

No fundo, talvez o que interessa é repensar sua relação com o dinheiro e o quanto ele realmente pode trazer de felicidade em sua vida. Isso é essencial para você corrigir certos parâmetros em seu planejamento, citado no item anterior.

Finalizando…

Se você segue esse blog com o intuito de atingir sua independência financeira e aposentadoria antecipada por meios próprios e antes da maioria das pessoas, espero que esses pontos tenham sido úteis para reflexão.

Antever como será sua nova vida, seus reais objetivos e os melhores meios para alcançá-los, talvez mostrem a necessidade de corrigir algumas velas nessa viagem, nunca se esquecendo que a direção é mais importante que a velocidade: cuidado com promessas impossíveis.

Cuidado também com excessos de cautela. Vá pelo caminho do equilíbrio e bom senso. É necessário acumular dinheiro, mas, caso você não deseje deixar fortunas na terra, talvez esse montante não precisa ser tão grande quanto imagina. Lembre-se sempre que você não está se aposentando de alguma coisa, como seu emprego, e sim, aposentando-se para algo maior. Anteveja qual o significado que atribui a essa ideia.

Ajude-se criando uma boa carteira de investimentos e usufrua de sua rentabilidade, recuperando, o quanto antes, todo o tempo que vendeu em troca de… dinheiro! E use-o da forma que melhor preferir!

Explore mais o blog pelo menu no topo superior! E para me conhecer mais, você ainda pode…
assistir uma entrevista de vídeo no YouTube
ler sobre um resumo de minha história
ouvir uma entrevista em podcast ou no YouTube
curtir uma live descontraída no Instagram
… ou adquirir um livro que reúne tudo que aprendi nos 20 anos da jornada à independência financeira.

E, se gostou do texto e do blog, por que não ajudar a divulgá-lo em suas redes sociais através dos botões de compartilhamento?

Artigos mais recentes:

4.4 7 votes
O texto foi bom para você?
Assine para receber as respostas em seu e-mail!
Notifique-me a
guest
16 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Dane Éllen
Dane Éllen
8 dias atrás

Oi André! Engraçado como nós seres humanos somos parecidos mas ao mesmo tempo tão diferentes uns dos outros. Eu quase nem precisaria sair dos meus livros e da minha mente, ou seja, do meu lugar físico para estar bem se não fosse pelas necessidades básicas do corpo e pela vontade de estar na natureza. Já o autor deste livro parece que considera isso um tédio, rss. Enfim, o importante é sabermos o que é bom para cada um de nós. Estou finalmente começando a investir no mercado financeiro (decidi começar pelos fundos imobiliários), estava dando uma olhada nas suas atualizações… Leia mais »

Valéria
Valéria
11 dias atrás

Oi, André. Adorei o texto e o compartilhei com um grupo de amigos. Estou há uns oito anos da minha aposentadoria, mas já penso no que vou fazer para aproveitar meu tempo de forma útil e prazerosa. Também penso em fazer outra faculdade, no trabalho voluntário, viagens e em fazer mais atividade física, aproveitando a natureza. Suas dicas e comentários bateram com o que penso em como será no pós aposentadoria. E isso está longe de ser uma vida chata e monótona. Cabe a nós desenhar o futuro que queremos e que Deus abençoe nossos projetos. Um abraço

Viver Sem Pressa
12 dias atrás

Oi André, muito bom estas reflexões. Eu tenho pensado bastante nessa relação tempo x trabalho nesse período da pandemia. Eu estou trabalhando de casa, e vejo que não consigo estar presente o quanto gostaria com as minha filhas. Estas, me veem em casa, e querem a minha atenção, com toda razão. Sinto que o tempo está escorrendo… eu sempre tive uma previsão bem conservadora do meu plano FIRE, bem pé no chão mesmo, mas tenho repensado nisso há alguns meses. Como você escreveu no post, será que eu preciso ser tão cautelosa assim? Ainda não obtive as respostas, mas espero… Leia mais »

Viver Sem Pressa
Reply to  André
10 dias atrás

Oi André, sim, já preenchi o meu este ano, justamente para eu ir me acostumando com a planilha. Aproveitando, a coluna B é sempre do ano anterior, e a coluna C, do ano atual (pelo menos na minha planilha). Uma dúvida que eu sempre tive, é quando vira o ano, o que você faz com a coluna B? Oculta? Apaga? Ou mantém os dados para ter como histórico?

Viver Sem Pressa
Reply to  André
9 dias atrás

Ahhhh fez total sentido agora! Obrigada pelo print, foi muito esclarecedor.

Danilo
Danilo
13 dias atrás

Ótimo post André, como sempre.

Forte abraço!

Nunes
Nunes
13 dias atrás

Gostei muito do texto André! Obrigado por compartilha-lo. Como pessoa bastante ansiosa e conservadora, brigo diariamente contra o sentimento de “viver para objetivo” ao invés de “aproveitar o caminho”. Por incrível que pareça para alguns, é muito fácil focar no futuro e esquecer de viver o presente. Estou a cerca de 10 anos do meu FIRE (Já atingi a liberdade financeira,mas ainda preciso juntar o suficiente para a “folga financeira” para garantir possíveis aumentos de gastos futuros (plano de saúde, filho, etc). Concordo plenamente com o foco em ter um plano FIRE em conjunto com o cônjuge…Se não for assim… Leia mais »

Muna
Muna
14 dias atrás

Li o texto e só pensava: eu tenho tantos planos para a minha aposentadoria! O que fazer com meu tempo não será um problema, hehehe.

Acompanhe:
16
0
Por que não deixar seu comentário?x
()
x