Política

A redução da maioridade penal no Brasil e os argumentos corretos

A aprovação da redução da maioridade penal no Brasil não pode se basear no argumento causal da diminuição da violência, no aliciamento de menores junto ao crime organizado ou pelo desejo da maioria da população.

Antes, ele deve pautar-se na aplicação da justiça e princípios éticos, visto a existência da responsabilidade individual em cada ser humano que faz uso da violência como prática.

Sobre socialismo e comunismo: a emoção e a intenção vencendo a razão

Por que o socialismo e suas ideias dominam o mundo ocidental?

Seria a infância cultural, seus limitados modelos mentais e a criação frequente de espantalhos para autodefesa? Ou um baixo IDP e o desejo de manter-se longe das decisões?

Talvez um apego sentimental, derivado da intencionalidade em detrimento à impessoalidade? Ou afinal, esse modelo mental é fruto de uma ineficiência dos discursos liberais? Ou tudo isso junto?

Algumas opiniões sobre o assunto tendo, como pano de fundo, uma viagem ao Sudeste Asiático

Um modelo justo de privatização da Petrobrás com inclusão social

Como é possível, através da privatização da Petrobrás, realizar justiça e inclusão social?

Veja como sua venda para a iniciativa privada desempenharia fielmente esse arranjo e traria grandes ganhos ao país, passando ao largo dos inúmeros privilégios e perversas redes de incentivos concedidos ao longo dos anos da empresa.

A Nascente, de Ayn Rand: o padrão moral entre o indivíduo e o coletivo

Discursos do anti-herói do livro “A Nascente”, revelam intenções ocultas em meio à disputa pelo poder, a realidade do debate do coletivismo contra o individualismo e a apologia na pregação da igualdade contra a liberdade.

A obra deixou sua autora, Ayn Rand, famosa por frases, discursos e ideias dos personagens de suas novelas.

Conheça o perigo na provisão de meios para a constituição de uma única massa de pessoas susceptíveis à dominação e não seja uma delas.

Sua desilusão com os políticos provém da expectativa em relação ao Estado

Como explicar nossas expectativas com os políticos frente suas promessas vazias e envolvimentos em corrupções?

Será que o problema não está em acreditar no conceito de “Estado-babá” e perceber que os políticos são apenas a consequência mais cabal de sua inviabilidade?

O que fazer nas eleições desse ano para evitar esse erro?

Acompanhe: